[Ela é louca!] ~ 1º Capítulo

Ei minna! Espero que tenham gostado das sinopses, e agora, sem mais demora, apresento o primeiro capitulo!
auhsuahsu *como sou baka -.-*

Não sabia se havia de lhe virar as costas, fingir que não tinha percebido ou então ignora-la completamente. Podia ser o tipo de rapaz que ninguém quisesse, que se isolasse no meu mundo, mas eu nunca reclamei do meu modo de vida! Nunca pedi para se meterem nela! Nunca disse ponta de nada! Eu entendia ... se tivesse más notas e isto fosse um castigo, mas não: eu tinha muitas boas notas! Esta era a razão mais estúpidas das estúpidas!


 - Não quero discussões com a tua tia, faz as tuas próprias tarefas: como arrumar o teu quarto, limpa-lo, arrumar as tuas coisas ... Não quero que lhe dês muito trabalho, ouvis-te bem?
- Mã- - tentei falar, mas ela me interrompeu outra vez.
- Eu sei que és um menino sossegado e confio em ti, mas tu promete-me que não metes a tua tia em problemas!
- Mã-
- Promete!
- Mã-
- Acho bem. - Deu meia volta e dirigiu-se á cozinha.
Vêm?! Eu tentei falar, mas ela não me ouve, aliás nunca me ouve! Tentei dizer ... mas ela não deixou! O que era suposto eu fazer agora?
 1º Não conhecia a minha tia de lado nenhum.
 2º Ela vivia do outro lado do país.
 3º Podia ser uma louca, maníaca!
 Fui em direcção á cozinha tentar dizer algo.
 - Mãe, ela pode me matar. - Falei, me encostando á parede.
 Ela continuou o que estava a fazer, não dando muita atenção para mim, eu!, seu filho? Que neste momento estava com sérios problemas de comunicação com ela!
 - Duvido  quando eras pequeno ela tomou conta de ti. - E ali estava ela, Nicole Jackson, minha mãe, na maior das calmas, enquanto eu passava uma crise!
 - Ela pode não me dar comida ...
 - Ela é cozinheira ...
 - Posso morrer com frio!
 - Ela te dá cobertores ...
 - Mas mãe ... eu me recuso a ir para casa de uma mulher que eu mal conheço! Ela pode não gostar de mim e me colocar no meio da rua a fazer com que eu peça esmola para ela! Ou então pode ... me violar!
 A minha mãe parou o que estava a fazer e semicerrou-me os olhos, colocando as mãos em cima da bancada.
 - Ela é minha irmã. Não te vai tratar mal, não te vai deixar passar fome e muito menos violar!
 Revirei os olhos e saí daquele ambiente.

 Antes que eu pudesse fazer mais alguma coisa, lá estava eu, dentro do autocarro a ir para casa da minha querida tia! E Nicole Jackson ganha outravez! Como eu odiava aquela mulher naquele momento. Nunca fui muito do gênero de odiar alguém, mas minha mãe era uma excepção à regra, eu realmente a adorava, mas estes tiques dela é que eu não podia! Tinha de ser sempre tudo á maneira dela e mais nada! Nem eu, nem meu pai lhe podia-mos dizer alguma coisa, ela ficava logo amuada. E a minha mãe também é muito conservadora, muito mesmo! Mal se falava na palavra sexo e a mulher entrava em eupção!
 Mas também não é que eu fosse o gênero de rapaz que tinha todas as raparigas, pelo contrário, todas me deixavam de parte. Na "antiga escola" - agora podia mesmo chamar assim - todos me evitavam, só nas aulas é que falavam e com muito custo. Sempre me isolei porque nunca quiseram falar comigo, sempre me deixavam de parte em tudo, sempre era o último a ser escolhido em e.f., sempre o último a ser escolhido para formar grupos, etc.
 Mas não foi só o meu isolamento que me afastou, foi também a minha aparência ...

 Saí do autocarro e já era de noite, mas ainda sabia onde colocar os pés. Tentando me guiar pelo que a minha mãe me disse, tentei encontrar a casa da minha tia. Virei aqui, depois virei ali, passei por uma ponte, virei á direita, passei por um parque e por um bar, virei mais duas vezes, andei para a esquerda e depois para a direita, mas ainda não desistindo, ainda fui andar para trás, mas o que acontece é que já estava a andar ás voltas. Estava completamente perdido!
 Peguei no telemovel, tentando o encontrar no meio de tanta coisa dentro da minha mochila e passado uma eternidade lá o encontrei e comecei a procurar o papel que a minha mãe me tinha dado com o número da minha tia, o que demorou mais uma eternidade para encontrar o dito cujo do papel! Marquei o número e liguei para a minha tia ...
 ... *pip* .... *pip* ... *pip* ... *pip* ... *pip* ... *pip* ... o número que te-
 Cancelei a chamada.
 Ótimo! O que era agora suposto eu fazer? Voltei a olhar para o papel e virei-o. Do outro lado, estava uma menina ... tinha cabelos longos escuros com um pouco de caracóis suaves, seus olhos eram negros, carregando um mistério que despertava em mim, envergava uma camisa branca em forma de "V" e sorria brilhantemente ... muito mais que bonita! Agora, que pensava nisso, não me lembrava de a minha mãe ter dito que sua irmã tivesse filhos, então não podia ser minha prima, mas podia ser uma filha qualquer de uma amiga da minha mãe ... talvez.
 Continuei a andar á espera de encontrar algo ou alguém que me pudesse ajudar e não demorou muito até encontrar a minha querida tia! E lá estava ela! Numa fila para entrar numa discoteca. Reconhecia pelas suas vestes estranhas: uma camisola - que mais era um vestido - com todas as cores possíveis e umas calças à boca de sino (isso ainda se usava?). Cheguei ao pé dela, mas para minha sorte (-.-), ela não me reconheceu ... Mal viu que estava a ser observada gritou (mais dizendo, berrou completamente):
 - Estás a olhar para onde puto?
 Olhei para os lados, tentando fazer que aquilo não fosse comigo, mas era uma coisa impossível porque naquele momento já estavam todos a olhar para nós. E a olhar outra vez para ela eu vi ... aquela menina ...

Minna-san espero que tenham gostado do primeiro capítulo! Gomene a demora ^^"
Mas antes de terminar o post, me digam: o capítulo ficou muito pequeno ou muito grande, ou ficou médio?
É isso minna-san!

4 Comentou m(._.)marigatou :

  1. "Aquela menina..." Noooooooooo sempre acaba quando fica interessante ¬¬
    Rs Adorei o primeiro Cap, serio, muito bom n_n
    Para mim esta bom. Continue, quero ler mais >..<
    kisuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aushuashu é mesmo de propósito ^^
      hi o/
      kissu

      Excluir
  2. Adorei *-* super curiosa por mais, haha coitado do menino xP, essa tia dele me lembrou um pouco minha tia ^^''''' uahsua. Ficou no tamanho perfeito >.o, mas bem eu diria médio =]
    kissus

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos